09/11/2009 | Poros abertos: como evitar e tratar

É fácil perceber e reclamar de uma pele oleosa e/ou cheia de cravos e espinhas, mesmo porque esses problemas são fáceis de serem notados quando você está de frente para o espelho.

A questão é quando o vilão da pele é pouco conhecido e passa até despercebido na olhadinha nossa de cada dia na frente do espelho, como no caso dos poros abertos, que tanto homens quanto mulheres os possuem. São eles os responsáveis pela oleosidade que persiste no rosto mesmo após a limpeza diária da pele e, se você não tiver o cuidado certo, esse quadro só tende a agravar.


Tenho poros mais abertos?

Os poros têm uma função imprescindível para o nosso organismo. São eles que ajudam a manter a temperatura do corpo, além de proteger e hidratar a pele. Porém, algumas pessoas apresentam os poros da pele mais dilatados, quase inchados, principalmente na zona T do rosto, que é composta da testa, do nariz e do queixo. Quem apresenta esse quadro costuma ficar com a face mais brilhante, por conta da oleosidade em excesso.


Por que ficam dilatados?

Isso acontece porque há alguma coisa dentro deles, que pode ser excesso de sebo ou presença de cravos. O uso excessivo de cremes mais oleosos e até a preguiça de retirar a maquiagem por completo antes de dormir também favorecem a dilatação. Peles oleosas têm maior tendência a apresentar o problema, já que o acúmulo de gordura facilita o dilatamento dos poros. Mas a pele seca não está imune e pode apresentar a dilatação por outros fatores, como as impurezas e sujeirinhas do dia a dia. Repare só: basta passar um dia em um lugar cheio de poluição, como a cidade de São Paulo, que você já percebe a pele mais suja e oleosa devido à sujeira que lugares assim possuem no ar.


Só aparecem no rosto?

Não. Algumas mulheres possuem os poros das pernas dilatados por causa da depilação, que pode facilitar o surgimento de pelos encravados. Para esse caso, os cuidados incluem esfoliação das pernas com buchas vegetais ou esfoliantes próprios para essa região durante o banho. Escolher melhor o método de depilação também é outra opção para se livrar do problema: descarte a cera e opte ou por máquinas que tiram o pêlo pela raiz ou pela depilação a laser, que, aliás, é bem mais duradoura.


É possível evitar a dilatação?

Claro! Com alguns cuidados bem simples você dá conta de não sofrer com este problema, como:

Limpeza correta: além de lavar o rosto ao acordar com um sabonete indicado pelo seu dermatologista, é necessário lavar mais umas duas ou três vezes ao longo do dia também. Nada de deixar acumular oleosidade no rosto. Entretanto, lavar a toda hora não é indicado, pois a pele pode sentir que está ressecada e passar a produzir mais sebo.

Tonificação: usar um tônico logo após a lavagem é ideal para ajudar a fechar os poros. Este tipo de produto também promove uma limpeza mais completa.

Gel em vez de creme: se sua pele já é oleosa, evite usar hidratantes e protetores solar em creme. Use na versão gel, que não causa acúmulo de gordura.

Esfoliação: nada de usar bucha vegetal no rosto enquanto toma banho e abusar dos esfoliantes, este tipo de hábito só torna os poros abertos ainda mais visíveis.

Menos maquiagem: passar longos períodos com o make carregado faz a pele ter dificuldade para respirar. Além disso, não retirá-la corretamente fará com que uma sujeirinha extra se acumule em seu rosto.

Prefira a água fria: aproveite que o verão está chegando e lave o rosto sempre com água fria, que ajuda a fechar os poros.


E se meus poros já estiverem bem abertos?

Poros dilatados não se fecham mais completamente, mas existem tratamentos e cuidados contínuos que amenizam o problema. A limpeza de pele regular é importante para desobstruir os poros, pois ela manda embora os cravinhos, o sebo excessivo e outras impurezas, deixando-os respirar com facilidade.

Mas antes de correr agendar a sua limpeza, o ideal é consultar seu dermatologista, já que os poros dilatados podem ser fruto de um quadro mais grave de acne ou dermatite seborreica também.

Além da limpeza, o peeling químico traz a melhora da aparência dos poros, pois remove as camadas superficiais da pele e reduz os diâmetros dos poros. Um tratamento completo inclui limpeza de pele, controle da oleosidade, uso de ácidos e laser.


Por que tratar com laser?

Este tipo de tratamento promove uma reepitelização (cicatrização) da pele, já que funciona como um estímulo para que se origine um tecido epitelial novo, saudável e totalmente livre de imperfeições. Após o tratamento com laser, a pele pode ganhar uma aparência avermelhada, que desaparece em até sete dias. O resultado vale a pena, afinal de contas, você faz as pazes com o espelho, pois ganha um rosto perfeito e saudável.

Nada de fechar os olhos e deixar pra lá o problema na próxima olhada no espelho, os poros abertos têm solução e, quanto mais cedo você for buscá-la, mais satisfatório será o resultado, não se esqueça!

Daniela Hueb

VOLTAR